quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Portais do Guaíba na Tristeza

Prezados vizinhos,

Sou moradora da Avenida Otto Niemeyer, próximo ao rio. Não sou da Vila Assunção, mas sou vizinha...
Gostaria de compartilhar com vocês sobre a insegurança que estes portais abertos pela atual prefeitura proporcionaram a nós, moradores.
Durante TODOS os horários do dia e da noite, vemos dezenas de adolescentes usando drogas. Gritarias, algazarras,música e uma total falta de respeito com os moradores.
Por várias vezes, pessoas durante a noite são vistas neste portal. Quem são elas? Meros "apreciadores" do Guaíba? Estranho apreciar às 2 horas da manhã, não? Ontem tinham papeleiros no local,durante a noite, usando drogas.
E a nossa segurança?
A Brigada é chamada quase todos os dias. Eles dizem que muito, não podem fazer.
Acabou nossa paz. Acabou nossa segurança.
Será que é realmente legal abrir uma "praça" EM FRENTE de residências?
Escuto as pessoas falando do meu quarto! O cheiro de maconha sinto de minha cozinha!
Gostaria que vocês nos ajudassem e ficassem alertos. Pois a intenção da prefeitura é abrir mais destes portais. Em todos os finais de rua: Vicente Faillace, Gen Rondon. O que serão de nossos bairros. Antes calmos e tranquilos. Agora, entregues ao marginais.

2 comentários:

Anderson Pereira disse...

Olá vizinha. É mesmo uma pena uma proposta tão "romântica" ser, ao mesmo tempo, tão trágica e aparentemente ingênua por parte do poder público. Pior é saber que esse fato é recorrente e pouco, para não dizer nada, se fez para coibir tais comportamentos, que na verdade acontece por vários pontos do bairro e com frequência, inclusive à luz do dia.
Para agravar, soube que o posto da Brigada (tristeza) está desaparelhada e sem condições de atender a comunidade a contento.
Obrigado pela dica. Ficaremos alertas sim. Caso tenha novidades, mantenha contato conosco. Abraço,
Anderson

Remindo disse...

Também circulo pelo bairro e os marginais a que se refere a vizinha, são alunos e alunas de um dos colégios que existem pela redondeza. Desculpe vizinha, mas a área é pública. Agora, a prefeitura devia cuidar do local, calçar o local e cuidar do ajardinamento.